ARTIGO: Saiba como desenvolver a sua Inteligência Emocional

Data: 26/10/2020


Você sabia que a Inteligência Emocional influencia diretamente a sua produtividade? Em torno de 80% das suas entregas dependem dessa habilidade de relacionamento. A Inteligência Emocional é uma inteligência social, que nos conecta com as outras pessoas!

Segundo Daniel Goleman, as cinco áreas de abrangência da IE são: autoconhecimento, autocontrole, automotivação, empatia e Relacionamento Interpessoal. A ideia desse artigo é detalhar cada habilidade e trazer insights de como você pode desenvolver a Inteligência Emocional e usufruir de todos os benefícios na vida pessoal ou no trabalho.

Está pronto? Então vamos lá!

Habilidade no.1
AUTOCONHECIMENTO – CONHECENDO SUAS EMOÇÕES

A primeira habilidade da IE está conectada ao autoconhecimento! E ele é realmente fundamental para desenvolver a sua capacidade de identificar, reconhecer e qualificar emoções. Parece uma habilidade simples, mas provavelmente você já sentiu várias emoções que não conseguiu ‘identificar’. Pode ser aquele choro sem explicação ou até uma gargalhada fora de hora… a ideia aqui é conseguir mapear cada emoção, por mais sutil que ela seja… isso é autoconhecimento!

COMO DESENVOLVER?

Para conseguir identificar, reconhecer e qualificar suas emoções, basta observar seus comportamentos e atitudes no dia a dia. Entender como você age e reage diante de cada emoção e perceber o que as gera dentro de você é o primeiro passo para desenvolver sua Inteligência Emocional. Procure começar com as emoções básicas, como: alegria, tristeza, raiva, nojo, medo, desprezo ou surpresa. Sempre que você sentir uma emoção tomando conta dos seus pensamentos ou do seu corpo, faça uma pausa e analise qual é a emoção. Em seguida, procure identificar o motivo – por que ela surgiu? E como você está reagindo à ela? Está sendo uma experiência boa ou ruim? Estas são ótimas perguntas para um começo… mas quanto mais profunda for a sua autoanálise, mais você vai se perceber e poderá seguir tranquilamente para o segundo passo desse processo de desenvolvimento.

Habilidade no.2:
AUTOCONTROLE – ADMINISTRANDO SUAS EMOÇÕES

De acordo com especialistas, uma pessoa toma, em média, 30 mil decisões por dia. No entanto, 95% dessas decisões acontecem de forma rápida e intuitiva, movida pelas emoções e não pela razão. Você lembra da última vez que agiu por impulso? Isso trouxe bons resultados? O nosso inconsciente trabalha o tempo todo para facilitar a nossa vida e automatizar processos, mas a gente pode fazer alguns exercícios para administrar nossas emoções e nossos comportamentos – e assim, vamos aumentando nosso autocontrole. Ainda conectada ao autoconhecimento, desenvolver o autocontrole significa ser capaz de adequar e direcionar a energia das emoções para o momento. Como já dizia Aristóteles: ‘Qualquer um pode zangar-se – isso é fácil. Mas zangar-se com a pessoa certa, na medida certa, na hora certa, pelo motivo certo e da maneira certa – não é fácil.’ Maaaas, eu acrescendo aqui: é possível! E se você treinar bastante, você vai ficar muito bom nisso =)

COMO DESENVOLVER?

Treinar, treinar e treinar! Você pode exercitar o autocontrole sempre, especialmente quando perceber uma emoção mais forte tomando conta de você! Procure respirar, beber uma água ou ‘sair’ daquele estado mental por alguns segundos. O Exercício aqui é ‘não reagir imediatamente’. Foque naquelas três regrinhas básicas: ‘Não prometa nada quando estiver feliz, não responda nada quando estiver irritado e não decida nada quando estiver triste’.

Habilidade no.3:
AUTOMOTIVAÇÃO – MANTER-SE CONFIANTE E OTIMISTA DIANTE DE SITUAÇÕES ADVERSAS

A motivação já é um movimento de dentro para fora, que depende exclusivamente de cada um de nós. E a automotivação é a capacidade de criar estímulos internos independente do que está acontecendo ao nosso redor. Manter-se confiante e otimista diante de situações adversas também pode ser conhecido como: resiliência, capacidade de adaptação e flexibilidade. É sua capacidade de automotivação que vai manter você otimista diante de situações ou emoções negativas.

COMO DESENVOLVER?

Se você já tiver desenvolvendo a sua habilidade de reconhecer suas emoções e administrá-las, esta será mais fácil! Sua automotivação vai se sustentar a partir do momento que você não estiver mais sofrendo tanto com o impacto de situações/emoções negativas. Seu primeiro exercício é fazer uma ‘separação mental’ entre você e seus pensamentos. Entender que os seus pensamentos não são você e que eles podem ser modificados imediatamente, vai acelerar esse processo. Mudando seus pensamentos, você muda a sua realidade e a sua forma de responder a esses estímulos. Já ouviu falar da Louise Hay? Ela tem meditações maravilhosas para ajudar nesse processo. Einstein tem uma frase muito interessante, que na minha opinião, está super relacionada com a automotivação: ‘A felicidade não se resume na ausência de problemas, mas sim na sua capacidade de lidar com eles.’

Habilidade no.4:
EMPATIA – RECONHECER AS EMOÇÕES DOS OUTROS

A quarta habilidade é a capacidade de reconhecer emoções nas outras pessoas, agir com empatia e sensibilidade. É saber ouvir os outros e se esforçar para compreender suas dificuldades e suas emoções. O interesse genuíno pelas pessoas vai ampliar nossa capacidade de percepção sobre elas, e saber o que elas estão sentindo ‘de verdade’ pode ajudar muito no relacionamento interpessoal.

COMO DESENVOLVER?

Você sabe fazer a leitura do que o outro está sentindo? Identificar uma emoção no outro nem sempre é fácil, mas podemos observar as mensagens não verbais, como: o olhar, as expressões faciais e corporais ou até mesmo o tom de voz. Fique atento para que você possa se conectar com as pessoas de uma forma positiva! Depois de conseguirmos identificar as emoções nos outros, podemos ir para a última habilidade da IE, que é ‘lidar’ com elas. Olha que lindo a forma que o poeta João Doederlein descreve a empatia: “empatia (s.f.) não é sentir pelo outro, mas sentir com o outro. quando a gente lê o roteiro de outra vida. é ser ator em outro palco. é compreender. é não dizer “eu sei como você se sente”. é quando a gente não diminui a dor do outro. é descer até ao fundo do poço e fazer companhia pra quem precisa. não é ser herói, é ser amigo. é saber abraçar a alma.”

Habilidade no.5:
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL – CONEXÕES

Lidar com as suas emoções e com as emoções das outras pessoas, e ainda exercer uma influência positiva é o último nível a ser desenvolvido. Sabe aquela habilidade de não se deixar levar pelo calor da emoção, pensar adequadamente e tomar as melhores decisões? É isso! Agir com inteligência emocional é agir com responsabilidade e consciência – mesmo que a outra pessoa não tenha a mesma habilidade. Expressar sentimentos, compreender a real necessidade das outras pessoas e até pedir ou fornecer feedback com coerência fazem parte do pacote ‘bom relacionamento’.

COMO DESENVOLVER?

Entender que o seu sucesso está diretamente ligado a sua capacidade de se relacionar pode ser um estímulo para desenvolver a última habilidade da IE. Na verdade, essa será uma consequência natural quando você já tiver muita prática nas outras quatro habilidades. Quanto mais oportunidades você tiver de praticar os passos anteriores, melhor serão as suas conexões. E neste contexto, trabalhar a sua comunicação será essencial para se conectar com as pessoas de uma forma positiva.

Uma carreira de sucesso se faz com conexões de sucesso. Bons relacionamentos podem facilitar muito um empreendimento, uma promoção ou um novo trabalho (quem sabe até um casamento bacana? rs)

Continue conectado por aqui para acompanhar mais e mais conteúdos relevantes para a sua carreira.
E claro, vai ser ótimo receber seu comentário sobre esse artigo!

Um abraço, Leyla Berns
Conexões, Carreira & Sucesso Profissional

Imprimir!  

todos os direitos reservados © 2020

W2O